fiz um poema armado
não é para mexer
quebrar o vidro em caso de emergência
mas não distraias o motorista
poemas armados não fazem nada além de empunhar
assombros
barulhos aterrorizantes por entre a mata fechada,
o quarto fechado, o enterro da ave,
jacarés sem olhos,
não é para mexer

por outro lado,
ainda anteontem,
fiz um poema atlântico
se quiseres
não me deves nada.

– 10.10.2017

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s